Transporte

Automotivo, aeronáutica, ferroviário e náutico.

  • O setor de transporte inclui:
    Automotivo
    Aeronáutica
    Ferroviário
    Náutico

  • Em geral, no setor Automotivo, a impressão 3D é utilizada para a construção de protótipos estéticos e até funcionais, para a fabricação de ferramentas diversas para linhas de produção, para peças finais customizadas e para moldes de laminação de fibra de carbono, entre outras aplicações.

  • No setor aeronáutico, se fabricam em 3D tanto as peças aeronáuticas (que são utilizadas diretamente em aviões civis) com materiais certificados para voar, bem como ferramentas de grande formato que favorecem os processos de fabricação. A substituição de componentes metálicos em peças impressas em 3D é uma grande vantagem neste setor, pois reduzir o peso e manter o mesmo desempenho são requisitos essenciais para continuar avançando nos projetos.

  • O setor Ferroviário costuma requerer peças muito grandes, tanto para protótipos quanto para peças finais, o uso de materiais ignífugos (ou revestimentos), bem como moldes para laminação de fibras (vidro e carbono). Hoje, existem tecnologias de impressão 3D que podem responder a todas essas aplicações.

  • O setor Náutico ou Naval encontra uma infinidade de aplicações no mundo do 3D tanto para a realização de grandes peças ou moldes para laminação de compósitos, como para a fabricação de ferramentas de manufatura. Por ser um setor onde muitas das peças são fabricadas de forma única, as vantagens da manufatura aditiva são claras: evita a fabricação de moldes, diminui o tempo de produção e reduz custos.

  • Juntos, todos esses setores industriais exigem a capacidade de fabricar peças com materiais de alto desempenho e com tolerâncias muito precisas.

  • As impressoras Intamsys e 3ntr têm a capacidade de trabalhar com materiais funcionais como ABS, ASA, PC-ABS, NYLON ou NYLON-CF. Para aplicações mais exigentes, existem os modelos 3ntr Spectral 30 e Intamsys PRO 410 ou 610 HT, que podem fabricar peças com ultrapolímeros como PEEK ou PEI, que resistem às mais adversas condições mecânicas e químicas.

  • Para peças que devem suportar grandes esforços mecânicos, a melhor solução é usar reforço contínuo de fibra de carbono para obter resistências superiores às do alumínio, graças à tecnologia de Coextrusão de Fibra Contínua, CFC, da Anisoprint

  • Ao mesmo tempo, essas indústrias precisam fabricar peças grandes, nomeadamente a cabina de um comboio. Para essas necessidades, a tecnologia da Massivit pode ser muito útil, pois permite que as peças sejam fabricadas sem limites de tamanho em tempo recorde. As impressoras Massivit são capazes de produzir um protótipo completo de uma porta de carro em menos de 10 horas.

  • A impressão 3D também é uma excelente solução para séries curtas, evitando os altos custos de um molde de injeção ou a programação de fresagem CNC. Porém, as peças de uso final devem ser fornecidas com acabamento perfeito, que é o que alcançam as soluções de pós-impressão PostProcess, disponíveis bem para a emoção de suportes solúveis como para o acabamento superficial de qualquer peça plástica ou metálica.

  • A indústria aeronáutica requer componentes metálicos leves e altamente eficientes, por exemplo, para a fabricação de microturbinas, turbocompressores ou trocadores de calor, e a maneira ideal de fabricá-los é utilizando ligas metálicas específicas, implementando canais internos, paredes finas e geometrias planas, que é alcançado apenas com a tecnologia de impressão 3D de metal, Velo 3D.

Produtos relacionados

Casos de sucesso relacionados

Elevando o Design de Cockpit
de Aeronave Comercial
com Impressão 3D

Momodesign utiliza a impressão 3D
3NTR para lançar o capacete
Aero no mercado

Redução de 40% do peso em um suporte
de assento de avião impresso em 3D
com Anisoprint

Ferramenta de termoformagem
de grande volume para a
indústria aeroespacial